sábado, 23 de maio de 2009

EQUADOR: Correa denucia corrupção nas concessões de TV

O presidente do Equador, Rafael Correa, denunciou neste sábado (23) que houve corrupção na concessão de frequências de rádio e televisão, e anunciou que seu governo fará uma auditoria sobre as concessões dadas aos meios de comunicação privados.


O mandatário fez a denúncia ao analisar um informe do Conselho Nacional de Radiodifusão e Televisão, que encontrou variadas irregularidades nas concessões. "Há uma corruptela total e o governo está disposto a corrigir isto, atuando com toda a firmeza legal", afirmou Correa em seu programa semanal de rádio.


O atual governo promoveu uma reforma constitucional que proíbe aos banqueiros possuir meios de comunicação. Como proprietário das frequências de rádio e televisão, o governo é também responsável pelas concessões a operadores privados.



Entre outras irregularidades, o presidente denunciou que "a lei diz claramente que ninguém pode ter na mesma localidade frequências FM, porque a monopolização da informação é muito perigosa. E existem cinco, seis freqüências de um único operador".



Além disso, "essas frequências estão mal concedidas, mal utilizadas, sem preocupações com custos. Para isso nos elegeram e vamos corrigir isso", continuou.



Correa declarou ainda que irá atuar fortemente, mesmo com as acusações de que seu governo estaria atentando contra a liberdade de expressão. O presidente costuma ser criticado pela Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP, sigla em espanhol), por ser "hostil" com a imprensa.



Fonte: Ansa Latina

Nenhum comentário: