domingo, 24 de maio de 2009

Esperto? Não, espertalhão.

Dar rasteira, enganar, iludir, aplicar estelionato é proprio de espertalhão. Lembro-me em passado não muito distante, que o Deputado Federal Mario Frota foi lançado candidato a governador do Estado do Amazonas, pelo governador da época. Não passou uma semana, para que o ungido pelo poder fosse trocado, pasmem senhores! No lugar do Mario Frota, Hunberto Calderaro Filho foi lançado candidato a governador do Estado do Amazonas. A candidatura do valoroso jornalista durou quase um mes e foi detonada pelo mesmo governante que o lançou candidato.
Terminado o primeiro turno de 2008, o senhor espertalhão Amazonino "Armando" Mendes, determinou a um jornalista do jornal Amazonas em Tempo, que informasse a população que o nosso apoio a sua candidatura era real. Protestamos veementemente (não foi verdadeira aquela afirmativa), e conseguimos apenas a correção através da radio CBN. Não caimos no "conto do vigario", e nem a população já que existem fortes suspeitas de fraudes na apuração do pleito. O estelionato politico está comprovado quando suas promessas de campanha politica não estão sendo cumpridas. Se o senhor Amazonino "Armando" Mendes se afastasse de sua ganancia por "dinheiro" e resolvesse trabalhar em beneficio da população é porque um raio de luz, penetrou em seu cerebro, permitindo que sua massa encefalica fosse permeada por inteligencia superior. Hoje que está de volta ao poder, as velhas praticas e o mesmo espertalhão está de volta para amealhar mais valores em sua conta bancaria.
por: Luiz Navarro

Nenhum comentário: