quinta-feira, 21 de maio de 2009

Farra com dinheiro público

PF FAZ BUSCAS EM FUNDAÇÃO DE DEPUTADO

Fundação dirigida por deputado do PMDB e alvo de ação da Polícia Federal, que cumpriu esta manhã dois mandados de busca e apreensão, foi beneficiada com repasse de R$ 5,9 milhões do governo do Estado, entre 2003 e setembro de 2008.
2003: R$ 100.000,00;
2004: R$ 750.000,00;
2005: R$ 1.600.000,00
;2006: R$ 850.000,00;
2007: R$ 850.000,00;ATÉ SET/2008: R$ 1.800.000,00
TOTAL: R$ 5.950.000,00

Agentes federais cumpriram no início da manhã desta quinta-feira dois mandados de busca e apreensão na Fundação Maria Lopes, administrada pelo deputado estadual Vicente Lopes.
Os mandados foram expedidos pelos juízes Márcio Freitas e Reginaldo Pereira, que acataram pedido do procurador eleitoral Edmilson Barreiros. No local, foram apreendidos HDs dos computadores.
De acordo com o deputado Vicente Lopes, que estava no local trabalhando quando os policiais federais chegaram, trata-se é uma denúncia do ano de 2006 . "“Esse peso eu não tenho na minha consciência”Já na Assembléia, VicenteLopes disse, durante entrevista à imprensa, que está tranquilo em relação ao mandado de busca e apreensão da Polícia Federal nas quatro unidades da Fundação Maria Lopes, fundada por ele em novembro de 1995.
Ele admitiu não saber se a PF também esteve na unidade do município de Presidente Figueiredo (a 107 quilômetros de Manaus). A ação policial foi motivada por uma denúncia de um adversário político, na eleição de 2006, de que a Fundação prestava serviços em troca de compra de votos. “Eles (os federais) foram investigar para ver se existe algum indício de compra de votos.
Esse peso eu não tenho na consciência. Nem de comprar votos, muito menos de comprar a consciência de quem quer que seja”, afirmou Lopes. Os policiais, disse ele, estavam buscando materialidade, alguma coisa para comprovar a denúncia. Segundo o deputado, os federais levaram material de uso rotineiro na Fundação e a CPU dos computadores da recepção, administração e farmácia.“Pela porta da Fundação não passam eleitores: passam cidadãos.
É um trabalho feito permanentemente. A eleição é no domingo e às 7 horas da manhã de segunda-feira, já estamos lá, fazendo o mesmo trabalho, no mesmo endereço, fazendo a mesma coisa há 18 anos. Estou absolutamente tranqüilo em relação a minha conduta e à conduta da Fundação Maria Lopes”, garantiu Vicente Lopes.
Agora há pouco Vicente Lopes foi à tribuna, agradeceu a solidariedade dos colegas, que ao saberem da ação da PF, telefonaram para ele.Da tribuna, ele contou que estava na Fundação (unidade do bairro do Coroado) quando os policiais chegaram, na manhã de hoje.
Os policiais, segundo ele, foram educados e tudo transcorreu sem nenhum problema. Na verdade, explicou, ele já esperava por isso desde o mês de janeiro. Depois marcaram o mês de maio e podem fazer isso em qualquer oportunidade. Ainda no discurso, disse que, como qualquer pessoa, pode ser fiscalizado e sustentou que não procura conquistar votos com um trabalho que começou a fazer desde que se formou em medicina (em Manaus). policiais, segundo ele, foram educados e tudo transcorreu sem nenhum problema. Na verdade, explicou, ele já esperava por isso desde o mês de janeiro. Depois marcaram o mês de maio e podem fazer isso em qualquer oportunidade. Ainda no discurso, disse que, como qualquer pessoa, pode ser fiscalizado e sustentou que não procura conquistar votos com um trabalho que começou a fazer desde que se formou em medicina (em Manaus).

* Em quanto a¨ fundação pilantropica¨ do dep. Estadual Vicente lopes recebeu R$ 5.950.000.00, a Santa casa de Miséricordia no centro de Manaus está fechada...

Nenhum comentário: