sábado, 16 de maio de 2009

O caos e a copa




Sou um entusiasta da idéia de Manaus ser uma das sub-sedes da Copa do Mundo de 2014. Menos pelo aspecto esportivo e mais pelo legado social na área de infra-estrutura em transporte público, saneamento básico e organização urbanística que um evento desse porte pode propiciar à cidade que o sedia.
Diante do quadro apresentado até agora cheguei a não ter dúvidas de que Manaus seria uma das cidades contempladas. Mas as coisas andam mudando.
A irresponsabilidade de um Prefeito que não cuida da cidade e que se acovarda diante dos desafios que se impõem, tem gerado um clima de caos urbano que poderá influenciar na escolha pelos representantes da FIFA.
Na última semana assistimos manifestações de estudantes contra a redução da meia-passagem, de kombeiros pedindo a legalização prometida na campanha, ou ao menos a omissão e cumplicidade praticadas desde o início do ano, taxistas inconformados com a permissividade do Prefeito com as mais variadas formas de transporte clandestino, e agora rodoviários em greve por reajuste nos salários. Todos escolheram o caminho da radicalização com o fechamento de vias.
Manaus que andava, ainda que a passos lentos, parou! E uma cidade parada, submetida a um absoluto caos urbano não poderá ser sede da Copa.
Alguém pode dizer que não há porque se preocupar posto que a Copa será apenas em 2014 e que em 2012 teremos eleição, mas até 2012 temos muito o que fazer.
Preparar toda a infraestrutura para o evento, elaborar projetos, captar recursos, executar esses projetos não são tarefas que um Prefeito incapaz de administrar as crises do dia-dia de uma cidade esteja preparado para enfrentar.
Fico imaginando o que passa pela cabeça de um investidor, público ou privado, quando imagina que essa equipe “coordenada” pelo Prefeito Amazonino irá administrar os recursos destinados a prover Manaus dos equipamentos necessários para realização de um evento no padrão FIFA. Não pode existir outro sentimento que não o de pavor.
Amazonino, se Manaus não for escolhida como sub-sede da Copa, saiba que você é culpado

Nenhum comentário: