quinta-feira, 28 de maio de 2009

Pacote educacional sai hoge



O ministro Fernando Haddad e o presidente Lula anunciam as medidas para melhorar o ensino e o salário do professor




BRASÍLIA (AG) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ministro da Educação, Fernando Haddad, lançam hoje pacote de medidas para tentar melhorar a formação de professores no Brasil.



De um lado, o governo acena com 330 mil vagas em cursos de licenciaturas em universidades públicas e até R$ 600 milhões para pagamento do piso salarial do magistério, de R$ 950 mensais. Do outro, quer exigir melhor desempenho dos futuros docentes, criando uma prova nacional para quem fizer concurso na rede pública, e estabelecendo nota mínima no novo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para quem deseja ingressar nas faculdades de formação de docentes (licenciaturas).




Até 2011, uma rede de 90 universidades públicas deverá abrir 330 mil vagas para atender professores de pelo menos 21 Estados. Esses governos estaduais, entre eles o do Rio, aderiram ao plano nacional de formação.


Diploma obrigatório


As vagas para professores serão criadas a partir do próximo semestre, com novos ingressos até 2011. O alvo é quem leciona, mas não tem curso superior, e quem não tem licenciatura ou ensina disciplina diferente do curso de origem. O Ministério da Educação (MEC) espera resolver o problema até 2014.

Um projeto de lei deverá ser enviado ao Congresso tornando obrigatório que docentes das séries iniciais do ensino fundamental tenham diploma superior. Hoje basta o curso de magistério de nível médio

Nenhum comentário: