domingo, 6 de fevereiro de 2011

DISCRIMINAÇÃO INADMISSíVEL

Passando ontem sabado dia 05/02/2011, na rua Recife onde existe um parque de diversões, com o nome de "Parque Miragem", meus filhos Pedro de 13 e Sara de 8 anos, entusiasmados como todas as crianças pediram se eu podia leva-los ao parque a noite. Concordei e prometi aos dois que os levaria para se divertirem nos brinquedos.
Não poderia jamais supor, que sofrería um dos maiores constrangimentos que já sofri. Ao comprar os bilhetes e tentar adentrar no parque, passando pela bilheteria, minha esposa e meus filhos foram "carimbados". E carimbados contra as suas vontades pois minha esposa perguntando o que é "isto", uma pessoa do sexo feminino que atendia na porta disse - É assim mesmo. Em seguida pegou-a pelo braço e lascou-lhe o "CARIMBAÇO". Estas pessoas não são do Amazonas muito menos de Manaus e devem ter como conceito do povo Amazonense o mesmo conceito de alguns do Sul ou do Sudeste, que dizem e pensam que no Amazonas só existe indios ignorantes.
Quando vi meus filhos e minha esposa carimbados, lembrei de imediato dos controles "Nazistas", para reconhecerem de imediato quem era Judeu. O que mais me surpreende é que a população no desejo de atender a necessidade de seus filhos se divertirem, aceitam tranquilamente serem "carimbados".
Acho que a Lei é clara quando não permite tal pratica, e fica com a palavra o Ministerio Público ou mesmo a Delegecia de Policia de Politica Social a que o caso está ligado.
É necessario que tal pratica aparentemente inocente pode esconder "NAZISTAS', com saudades das praticas discriminantes horrorosas dos discriminadores de pessoas. O ato de "carimbar as pessoas é efetuado com arrogancia e grosseria e sem a permissão das pessoas.
Não somos contra as pessoas de bem, que venham para o nosso estado contribuir com o nosso desenvolvimento, somos contra sim, a espertalhões que não respeitam a Lei e querem impor suas praticas danosas a um povo tão amigo e  hospitaleiro como é o povo Amazonense.
É necessário que as autoridades constituídas, tomem as providencias que o caso requer pois, o "CARIMBAÇO" é público e notorio.

escrito e publicado por : Luiz Navarro

Nenhum comentário: