quarta-feira, 18 de maio de 2011

QUEM JÁ VIU A POLICIA PRENDER "GRILEIRO" DE TERRAS ?

As famílias que tem grilado terras no município de Manaus, fazem a divisão das áreas de forma a não existir conflitos entre as mesmas. Não pagam imposto e também não gastaram um centavo para comprar a terra, salvo aquele dinheiro pago a "capangas", para expulsar posseiros. Será que alguém já viu aparato policial, para impedir que grileiros ocupem terras do Município, Estado ou União ?. É ninguém viu tal ação !

Com a mais absoluta certeza todos já viram posseiros, que ocupam terras de grileiros, serem espancados e até assassinados por ocuparem áreas abandonadas, sem qualquer produtividade, que leve benefícios a sociedade. As terras griladas são mantidas intocáveis, em processo especulativo, com desvio criminoso do uso social que deveria ter.

No passado não muito distante, os fiscais da Lei (QUE NÃO CUMPREM A Lei DE  TRANSPARENCIA DE GASTOS  FINANCEIROS ATÉ HOJE), não tinham olhos e também eram surdos. Não se via os doutos Promotores de Justiça, esboçarem um mínimo gesto para coibir o avanço nas terras públicas pelo menos para justificar o dinheiro que recebiam do Erário Público. As autoridades constituídas Governadores e Prefeitos, tomavam café, almoçavam e jantavam com os grileiros participando por certo da divisão dos lucros nas vendas das terras griladas.

Hoje, na era da informática, com Leis de atos transparente deveria ser bem melhor mas, não é ! O Ministério Público continua sem transparencia em seus gastos. Continua sem investigar apossamentos de terras, seja no âmbito Municipal, Estadual ou Federal.

Os Movimentos Sociais, estes continuam a ser criminalizados e a grande maioria dos Coordenadores ameaçados de morte. O que é certo é a morte. porem que seja natural e não assassinados como os três corpos que apareceram "desovados", de pessoas que moravam ocupantes do ramal do Baiano na Vivenda do Pontal.

No Conjunto Cidadão, 2 motoqueiros perguntaram aos vizinhos a que horas chegaria em casa o Júlio Ferraz, Coodernador do Movimento dos Trabalhadores sem Teto e Sem Terras. Por certo não era para entregar-lhe flores. Também na Bola do Cidadão 12, o militante Artur de Sousa teve a sua casa invadida por pistoleiros que sacaram armas de grosso calibre encostando-as na têmpora frontal de sua esposa  a exigir que a mesma revelasse o local que seu marido estava. A Jóia Coordenadora do MTST, teve policiais procurando pela mesma.

Um Governador, que teve o inicio de sua vida politica, dentro dos Movimentos Sociais, não pode cruzar os braços diante destas investidas intimidantes, aterrorizadoras e cruéis, contra Movimentos do povo, que tem absoluta necessidade de sobreviver, ocupando as terras que lhe são devidas pelo imperativo social.

No dia 27/05/2011, será tratado na Secretaria Nacional de Programas Urbanos, a liberação de recursos para construção de moradias em Águas Claras (Manaus), onde foram destruídas aproximadamente 200 casas de posseiros que ocupavam o local há quatro anos.

Escrito e postado por: Luiz Navarro

Nenhum comentário: