segunda-feira, 22 de agosto de 2011

JOSÉ PAULO NETO, ASSUME A PRESIDÊNCIA DO INSTITUTO CAIO PRADO JR.










ESCRITO POR PCB
19 AGOSTO 2011



Crédito: PCB

Rio de Janeiro



O professor José Paulo Netto assumiu, na última semana, a presidência do Instituto Caio Prado Jr. (ICP), em evento realizado no Rio de Janeiro. “Estou muito gratificado pela indicação. Agradeço a confiança e afirmo que vou me doar, no limite de minhas possibilidades, para o ICP”, afirmou o intelectual comunista.



Doutor em Serviço Social, professor emérito da ESS da UFRJ e autor, entre outras publicações, de “Ditadura e Serviço Social - Uma análise do Serviço Social no Brasil pós-64”, “Capitalismo Monopolista e Serviço Social”, “Crise do Socialismo e Ofensiva Neoliberal” e “Democracia e transição socialista”, José Paulo Netto é militante do Partido Comunista Brasileiro (PCB) e assume a função no lugar de Antônio Carlos Mazzeo.



Sua nova responsabilidade coincide com um momento de intenso trabalho do Instituto, que acaba de lançar o primeiro número do “Cadernos do ICP”, Gramsci e o conceito de hegemonia, e prepara a publicação da quarta edição da revista Novos Temas. Aliás, a primeira medida anunciada em sua posse é o convite aos intelectuais Miguel Urbano Rodrigues (Portugal), Carlos Lozano Guillen (Colômbia) e Marcos Domich (Bolívia) para integrarem o conselho editorial da revista teórica marxista.



Em sua posse, José Paulo falou sobre a importância que o Instituto Caio Prado Jr. deve ter na formulação do ideário marxista em um momento de crise do capitalismo e crescente exploração sobre as classes trabalhadoras pelo mundo.



O ICP e os “Cadernos”



O Instituto Caio Prado Jr., que será dirigido pelo professor, é um centro de estudos e pesquisas cuja ênfase é a análise de questões políticas e filosóficas e dos problemas centrais do trabalho na sua contradição com o capital, dos movimentos sociais, da economia, da política e da história. Reúne professores, intelectuais, militantes sociais e pesquisadores de diversos matizes teórico-políticos dentro do espectro que se formou em torno do pensamento de Marx, Engels e demais filósofos do campo marxista. Em sua mais recente iniciativa, a entidade lançou a coleção Cadernos do ICP, publicação quadrimestral para a difusão de conteúdos normalmente tidos como herméticos à maioria dos trabalhadores e até mesmo militantes comunistas. O primeiro número, publicado na posse de José Paulo Netto, traz o texto “Gramsci e o conceito de hegemonia”, do historiador Ricardo Costa.



Além do primeiro número dos cadernos, o ICP lançou recentemente o livro "Caio Prado Junior: história e sociedade", que agrega os trabalhos apresentados no seminário sobre Caio Prado realizado em parceria com o CEMARX-Uneb, em outubro de 2010.

Postagem de: Luiz Navarro

Nenhum comentário: