sexta-feira, 25 de maio de 2012

Um personagem comunista do PCB no Ceará

ImprimirPDF
imagemCrédito: 4.bp.blogspot


O centenário de José Pattapio da Costa Jatahy.
Em 10 de Novembro de 2010, foi comemorado, em Fortaleza, o centenário do compositor José Pattapio da Costa Jatahy. Dentre os eventos realizados, a Prefeitura de Fortaleza inaugurou uma nova artéria batizada com o nome do cantor. A Avenida José Jataí fica localizada no trecho da avenida José Bastos compreendido entre a Avenida Francisco Sá, no Jacarecanga, até o cruzamento com a rua Professor João Bosco, no bairro Benfica.
Mais conhecido pela autoria do Hino do Ceará Sporting, José Jatahy foi um dos pioneiros na rádio cearenses, há quem diga que foi o primeiro cantor contratado da Ceará Radio Clube, lá nos anos 1930. Em 1942 foi escolhido o cantor do ano no estado do Ceará. Jatahy foi parceiro de Luiz Gonzaga, em dois baiões de sucesso: “Eu vou pro Crato” e “Desse jeito Sim”, ambos gravados pelo “Rei do Baião”.
Ativista, fundou e foi o primeiro presidente do Sindicado dos Músicos Cearenses. Sua militância política comunista no PCB o levou a ser preso pela ditadura militar instaurada em 1964.
Sobre o período de prisão de Jatahy, o meu amigo, o jornalista Eliézer Rodrigues postou, na versão eletrônica da sua revista “Singular”, o seguinte depoimento:
“[...] Amigo de meu pai, José Lopes Barbosa, os dois comunistas e ativistas sindicais, Jatahy foi muitas vezes à nossa casa participar de comitês e reuniões do Partidão. Presos nos primeiros momentos da caça aos “subversivos”, logo depois do golpe militar do dia 1º de abril de 1964, os dois foram recolhidos, juntamente com outros companheiros, ao 23º Batalhão de Caçadores. E todos os dias, quando eu com minha mãe (D. Eliezita) íamos deixar a marmita para o meu pai (já que a comida do quartel era péssima), observava aquelas dezenas de marmitas espalhadas pelo corpo da guarda do quartel, todas endereçadas nominalmente aos prisioneiros políticos. E lá, entre aqueles nomes havia um que, a partir de hoje, ficará eternizado na placa da avenida: José Jatahy [...].”
José Jatahy faleceu em 1983,aos 73 anos de idade. Ouça a interpretação de Luiz Gonzaga para “Eu vou pro Crato” e “Desse Jeito Sim”.
Veja o link:

Postagem de: Luiz Navarro

Nenhum comentário: