quarta-feira, 14 de maio de 2014

Plantio de Maconha nos EUA

EUA: Empresas estão prontas para vender maconha para o país inteiro

Derek Paterson, CEO da Terra Tech: a expansão do mercado de maconha sempre foi parte do plano da empresa (Reprodução Facebook)
ROÇA DE MACONHA
Empresa dos Estados Unidos tem tudo pronto para o plantio de cannabis em diversos pontos do país
Revista Samuel
Estado por estado, os Estados Unidos estão começando a reavaliar a proibição da maconha. Especialmente desde que os estados de Colorado e Washington legalizaram a erva para propósitos recreacionais, no ano passado, rumores sobre a legalização e a descriminalização se espalham por toda parte. No entanto, o cultivo da planta ainda é crime federal e, frequentemente, à medida que os estados legalizam seu uso médico ou recreacional, ocorre uma concomitante escassez do produto.
Ex-banqueiro de Wall Street, Derek Peterson é agora o CEO de uma empresa que poderia, finalmente, transformar a escassez de maconha medicinal e recreacional em um mito. A empresa chama-se Terra Tech Corp e, desde a sua criação em 2010, Peterson fez com que seu principal objetivo fosse a construção de instalações em vários estados para o cultivo de manjericão e tomilho, preparando-se para uma eventual transição para a cannabis.
Empresa sustentável de agricultura hidropônica, a Terra Tech se transformou na primeira empresa de capital aberto a solicitar uma licença para o cultivo de cannabis. Todos os profissionais de suas equipes são treinados para o cultivo de maconha, de modo que, assim que os estados legalizarem o plantio, as instalações possam ser adaptadas, deixando o pessoal e as estufas intactos. Em um esforço para se manter ambientalmente sustentável, a empresa planeja implementar muito mais estufas externas que funcionam à base da luz solar do que instalações internas, que dependem da eletricidade. Uma subsidiária da Terra Tech, a Edible Garden, já começou a usar a iluminação LED da Terra Tech para cultivar seu produto reduzindo a emissão de gás carbônico.
Parte do plano
Sediada em Nova Jersey e na Califórnia, a Terra Tech está trabalhando juntamente com a Edible Garden e a GrowOp Technology, fundada por Peterson, para fornecer equipamentos para o cultivo de maconha medicinal. Tendo começado como uma empresa que fabricava instalações móveis de cultivo no norte da Califórnia, a empresa agora expandiu suas instalações por todo o país, incluindo Flórida, Nova Jersey e Indiana.
"Temos cerca de 3 hectares nos quais estamos trabalhando em Nova Jersey, 4 hectares na Flórida e 12 hectares disponíveis em Indianápolis, nos quais também estamos cultivando", disse Peterson.
Peterson disse que a expansão do mercado de maconha sempre foi parte do plano da Terra Tech, mas que não quis implementar os projetos em 2010. Em vez disso, portanto, ele começou desenvolvendo e vendendo equipamentos hidropônicos como filtros, nutrientes e sistemas de iluminação HID e LED.
"Eu não quis me envolver diretamente com a planta, naquele momento, porque, na verdde, acredito que não conseguiria convencer minha esposa", disse Peterson, rindo. "Pensei: 'Por que não começamos desenvolvendo e fabricando alguns dos equipamentos que as pessoas que plantam usam?'"
Quando se trata de cultivar maconha, ainda que suas intenções sejam boas, de certa forma é um desafio convencer as pessoas a respeito da ideia, explica. Foi aí que apareceu a ideia do cultivo de outras plantas.
A Terra Tech uniu-se à East Coast Farm, empresa de venda de frutas e vegetais por atacado, fundindo-se eventualmente com a Edible Garden. Peterson disse que isso permitiu que eles se expandissem em termos de cultivo de outras colheitas, bem como que trabalhassem no sentido de cultivar maconha em lugares onde o uso recreacional já estivesse próximo da legalização.
O mais novo projeto da Terra Tech encontra-se em Nevada. Agora que o estado alterou recentemente suas leis sobre a maconha medicinal e os postos de saúde se tornaram legais, de acordo com o Projeto de Lei 374, Nevada autorizará a criação de 66 postos de saúde e uma quantidade não especificada de instalações e laboratórios. Terra Tech é um dos candidatos à construção de uma instalação de cultivo de cannabis de alta escala no estado. Após apresentar um relatório e argumentar em próprio favor, eles esperaram ainda alguns meses antes que qualquer decisão fosse tomada.
Segundo Peterson uma das partes mais complicadas da criação de novas estufas é a espera por permissões. Dependendo do estado, país e cidade, a permissão pode levar de semanas a meses para ser concedida. Peterson disse que, enquanto Clark County, no Nevada – onde Las Vegas está localizada – tem cooperado relativamente bem até o momento, pessoas de outras partes do estado têm tentado manter as instalações para o cultivo de maconha fora de suas comunidades, por meio de moratórias e leis de zoneamento.
Reprodução Facebook
Estufa para plantio, Terra Tech:  iluminação especial e ar condicionado para melhor qualidade

Estufas sustentáveis
Enquanto a Terra Tech orgulha-se de ser uma empresa ambientalmente sustentável, ela ainda assim não poderá instalar uma estufa em Nevada imediatamente, ainda que consiga todas as permissões necessárias.
"[Nevada não está] permitindo a instalação de estufas no momento porque não gostam do fato de que elas são transparentes e você pode ver através delas; acreditam que isso traz problemas de segurança", disse. "Isto é um pouco frustrante para nós, já que é o modo mais ambientalmente sustentável de cultivar. Mas, no momento, teremos de plantar em ambientes fechados se recebermos a permissão, o que significa utilizar iluminação suplementar, iluminação de alta intensidade, iluminação artificial, ar condicionado.
Ainda que haja complicações para a criação de suas estufas para o plantio de maconha em Nevada, o objetivo final da Terra Tech é eventualmente transformar todas as suas instalações em estufas sustentáveis. Peterson explicou que, no momento, estão trabalhando para obter duas permissões de varejo e duas permissões de cultivo no estado.
A Terra Tech também está procurando oportunidades em Denver, no Colorado, além de estar de olho em Nova York. Peterson acha que não tardará para que comecem a cultivar ali também.
Peterson é otimista em relação ao futuro de sua empresa e do lento mas constante avanço da legalização da maconha pelo país. A Terra Tech já está crescendo mais rápido do que se imaginava, passando de 300 varejistas, no ano passado, para 600, neste ano. As equipes de cultivo e os demais membros são bem treinados e estão prontos para o trabalho.
"Já temos tudo pronto, agora é só plantar uma outra semente", disse Peterson. "Poderíamos começar a plantar cannabis em qualquer uma dessas instalações dentro de 48 horas".
Tradução Henrique Mendes

Postagem de Luiz Navarro.

Nenhum comentário: